31/12/2020

Forte de São Marcelo: o umbigo da Bahia

Foto Portal da Copa/ME (victoria.camara) - Matéria Forte de São Marcelo - BLOG LUGARES DE MEMÓRIA
O forte de São Marcelo, ou Forte do Mar,em Salvador, é um dos muitos que foram erguidos no litoral brasileiro durante o período colonial, mas diferencia-se da maioria deles por estar localizado dentro no oceano, sobre um banco de arrecifes, e por ser o único, em todo o país, que tem planta circular. Não se sabe se por esse formato ou por sua localização diante do Centro Histórico de Salvador – ou pelas duas razões – o forte acabou sendo apelidado pelo escritor Jorge Amado de ‘Umbigo da Bahia’.

Muita gente concorda com o apelido, e alguns arriscam até uma fundamentação. Dizem que, embora o forte não se localize no centro exato da
Foto Fernando Dallacqua -  Matéria Forte de São Marcelo - BLOG LUGARES DE MEMÓRIA
enseada, tem ao seu redor as principais edificações da Bahia de Todos os Santos, incluindo a base da Marinha, o famoso Mercado Modelo, a Rampa do Mercado, a Bahia Marina, que é a maior de Salvador, e o Terminal Turístico Náutico da Bahia. É a partir desse último que a capital da Bahia se comunica com a Ilha de Itaparica e com o arquipélago de Cairu, que reúne ilhas como Boipeba e Tinharé, onde se localizam, respectivamente, as vilas de Moreré e Morro de São Paulo.

Idas e vindas


A história do Forte de São Marcelo está repleta de episódios no mínimo curiosos. Em 1624, por exemplo, cerca de um ano depois de ter sido construído com o objetivo de proteger Salvador de invasões, o forte foi tomado pelos holandeses que, a partir dele, fizeram violentos ataques à cidade. Mas cerca de 15 anos depois, foi graças a esse forte que os holandeses foram mantidos à distância, em sua segunda tentativa de invasão.

Por José Antônio Caldas -  Matéria Forte de São Marcelo - BLOG LUGARES DE MEMÓRIA
Tempos mais tarde, já durante o século 19, muitos episódios políticos tiveram entre seus principais cenários o Forte de São Marcelo. Alguns deles foram apenas simbólicos como é o caso do hasteamento da bandeira nacional pelo patriota João das Botas em comemoração à vitória sobre os portugueses na Guerra da Independência. Outros, tinham relação direta com a função de presídio que o forte havia assumido.

Por lá passaram, por exemplo, africanos de religião islâmica presos durante o maior levante de escravos ocorrido na Bahia e que ficou conhecido como Revolta dos Malês, e 80 integrantes da Revolução Federalista dos Guanais, que tinha como objetivo tornar a Bahia independente do Império. Esses últimos se amotinaram um ano depois e bombardearam a cidade, a partir do forte, durante quatro dias até serem dominados.

As celas do forte abrigaram, também, personagens famosos
Por Andre Koehne - Matéria Forte de São Marcelo - BLOG LUGARES DE MEMÓRIA
como Francisco Sabino Álvares da Rocha Vieira Barroso, mais conhecido como Sabino Álvares, líder da revolução republicana conhecida como Sabinada

Da prisão para a presidência


Seu preso mais famoso talvez tenha sido Bento Gonçalves, também republicano, que liderou a Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos. Preso em uma emboscada, o líder farroupilho ficou inicialmente no Rio de Janeiro, mas depois de uma tentativa de fuga, foi levado para a prisão do forte, que era considerada a mais segura do Império pelo fato de não ter acesso por terra.

Ao chegar ao Forte de São Marcelo, Bento Gonçalves já havia sido aclamado presidente da República Rio-grandense. É que durante sua ausência, o movimento prosseguiu e conseguiu estabelecer uma nação indepentente na vila de Piratini. Ele permaneceu no forte por cerca de cinco meses até conseguir fugir com a ajuda da Maçonaria, que era aliada dos republicanos.

Foi uma viagem difícil. Começou com uma etapa a nado até um barco que o levou à ilha de
Foto Luan -  - Matéria Forte de São Marcelo - BLOG LUGARES DE MEMÓRIA
Itaparica, e terminou com um trecho a cavalo, entre Florianópolis e Piratini. Para conseguir fugir, Bento Gonçalves precisou usar disfarces. M e ao chegar ao destino, o preso fugitivo foi empossado presidente.


A lenda do túnel


Embora a fuga mais famosa da prisão do forte tenha sido feita em uma embarcação, há quem garanta que existe um túnel entre o Forte de São Marcelo e o atual prédio do Mercado Modelo, onde funcionava a Alfândega Imperial. A crença busca respaldo no porão do prédio. O túnel ligaria o forte a esse porão e serviria ao tráfico de escravos. Ainda
segundo a lenda, muitos negros viviam provisoriamente nesse porão e quando o local enchia de água, alguns deles morriam afogados.

Tudo isso é desmentido por historiadores. O primeiro ponto de contestação diz respeito a datas. O prédio da Alfândega Imperial foi construído em 1861, quando o tráfico de escravos já estava abolido há mais de uma década., o que impedia a entrada de navios negreiros na Bahia de Todos os Santos. O segundo ponto é relativo à tecnologia. Argumenta-se que não havia conhecimento suficiente para se fazer um canal sumbarino no século 19. 

Planta baixa do forte - Matéria Forte de São Marcelo - BLOG LUGARES DE MEMÓRIA

Arquitetura funcional



Mas se o túnel não existiu concretamente, suas histórias permanecem vivas na lenda e continuam sendo contadas aos visitantes do forte e do mercado. Além de histórias, o Forte de São Marcelo tem também uma arquitetura que parece ter sido cuidadosamente planejada de acordo com a destinação do prédio. A forma circular, por exemplo, não se deve a questões estéticas, mas de proteção, com a possibilidade de defesa e ataque em todas as direções, além de uma melhor resistência às marés.

Um dos detalhes que chama a atenção em sua arquitetura é o sistema de armazenamento de água da chuva. Por meio de um declive no pátio central, a água escoa em direção ao centro, onde cai dentro de uma cisterna, garantindo, assim, a autonomia do forte em relação ao abastecimento de água doce.

As características atuais do forte foram adquiridas ao longo de uma história iniciada em 1623, quando foi concluída sua primeira construção, toda em madeira. A forma circular só apareceu durante a reconstrução do forte, iniciada em 1650, e o anel que circunda o prédio 
Foto Eric Gaba  - Matéria Forte de São Marcelo - BLOG LUGARES DE MEMÓRIA
foi acrescentado somente em 1812. Acredita-se que que o projeto circular tenha sido inspirado no Forte de São Lourenço do Bugio, em Portugal, mas sua planta também tem semelhança com o Castelo de Santo Ângelo, na Itália.


As sucessivas funções do forte



Desde 1938, o Forte de São Marcelo está sob a guarda do Iphan e, nesse período, já passou por algumas obras de restauração. Entre 2004 e 2011, permaneceu aberto à vistação pública, e abrigou três museus. Agora em 2020, mesmo fechado, foi o local escolhido como cenário de um show da virada 2020/2021 que seria promovido pela Prefeitura de Salvador, mas o evento foi cancelado por causa do agravamento da pandemia de Covid 19.

Quem ainda não teve oportunidade de visitá-lo tem a chance de matar parte da curiosidade admirando-o de longe, o que pode ser feito especialmente do alto do Elevador Lacerda. Ou torcer para que se concretize um projeto que pretende reabrí-lo com um novo museu e um aquário municipal.

Forte de São Marcelo - Bahia de Todos os Santos - Salvador - Bahia - Brasil - América do Sul


Texto: Sylvia Leite

Jornalista - MTB: 335 DRT-SE / Linkedin / Lattes 


Participação especial: Mário César Dantas Rodrigues

    Fotos:  

    (1) Portal da Copa/ME (victoria.camara) -  CC BY 3.0 br, Wikimedia

    (2) fernando_dallacqua, modificado por Fulviusbsas - Flickr , CC BY 2.0, Wikimedia

    (3) José Antônio Caldas (1725-1782) - Domínio público, Wikimedia

    (4) André Koehne - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, Wikimedia

    (5) Luan, CC BY-SA 3.0, Wikimedia

    (6) Samory Santos - CC BY-SA 2.0,

    (7) Planta baixa do forte

    (8) Eric Gaba - CC BY-SA 4.0, Wikimedia


    Referências:


    -----------------------------------------------------
    Gostou da matéria? Você pode deixar um comentário a seguir expressando sua opinião. E se quiser ajudar a aumentar a visibilidade do blog, é só divulgar esta postagem nas redes sociais. Basta  clicar, aqui abaixo, no ícone de sua rede preferida e compartilhar.

    Para ler sobre outros lugares de memória, clique nos links abaixo:

    6 comentários:

    1. Super aula neste início de ano Silvinha. Que 2021 seja abençoado para você.

      ResponderExcluir
    2. Sempre achei lindo o Forte de São Marcelo... mas não conhecia a sua história. Muito legal, Sylvinha!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Pois é, às vezes a gente simplesmente gosta de uma cidade ou de uma construção e não procura se informar sobre ela. Acontece sempre, com todo mundo rsrs.

        Excluir
    3. Esse Forte de São Marcelo sempre me despertava curiosidade quando visitava Salvador. Adorei ler esse post e aprender mais sobre esse umbigo da Bahia.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que bom que gostou, Ângela! Toda quinta tem matéria nova aqui no blog e todo dia tem link, no Facebook, para uma matéria postada anteriormente. Acompanhe!

        Excluir

    Obrigada por seu interesse em nossa postagem!