07/07/2020

Kilkenny: a capital medieval da Irlanda

A pequena Kilkenny, no Sudeste da Irlanda, parece girar em torno de um castelo datado do século 12
que costuma ser listado entre os mais espetaculares da Europa. Mas o Kilkenny Castle é apenas um dos monumentos históricos que a cidade mantém preservados. Embora seja a menor cidade do país em população, com cerca de 30 mil habitantes, Kilkenny é considerada a capital medieval da Irlanda por concentrar o maior número de edificações cristãs datadas daquele período.

São ao todo nove igrejas e duas catedrais. A mais significativa talvez seja a catedral de de St. Canice (ou São Cainnech ), construída no local onde o abade de mesmo nome estabeleceu, no século 6, um
assentamento monástico que daria início à cidade. É também desse abade que vem o nome Kilkenny - uma versão anglicizada da expressão irlandesa Cill Chainnigh, que significa igreja de Cainnech ou Canice.

A estrutura atual da catedral foi edificada no século 13. Do assentamento original resta apenas a Torre Redonda, que fica ao lado da catedral e é uma das três, em toda a irlanda, que podem ser escaladas até o topo. Mas cópias de relíquias do assentamento podem ser observadas no Museu da Milha Medieval, instalado na antiga igreja de Santa Maria - construída também na Idade Média.

Do mesmo século que a catedral de St Canice é a Black Abbey (Abadia Negra) - complexo devotado à Santíssima Trindade - composto por uma igreja e um convento de pedra - e chamado assim em alusão
ao manto preto que os freis dominicanos usam sobre os hábitos brancos. No interior da igreja há uma escultura da Santíssima Trindade descoberto no interior de uma parede durante obras de restauro, e um vitral, de 1892, composto por cinco"luzes", ou painéis verticais, que descreve os Mistérios do Rosário
e é considerado o maior da Irlanda.

O Kilkenny Castle


Do lado contrário à Abadia Negra e à Catedral de São Canice encontra-se o Castelo de Kilkanny  ou Kilkenny Castle), que teve a estrutura atual construída por volta de 1190. Sua história começa no século 9, com construções de madeira dos reis locais, da dinastia O'Carroll. O corpo do castelo e algumas torres anteriores, que se mantêm até hoje, foram obra dos invasores normandos que chegaram a Kilkenny em 1066. Por mais de 600 anos, o castelo pertenceu aos Butler e sua estrutura original de defesa foi reformada na época vitoriana para que se tornasse a principal residência dessa poderosa
família na Irlanda. 

Na década de 1970, o castelo passou ao poder do Estado e foi aberto à visitação pública. Algumas de suas salas e quartos foram reconstituídos, recuperando a aparência que tinham na época vitoriana. O castelo tem também uma ala chinesa e abriga parte do acervo da Galeria Nacional de Arte. Em seu interior funciona, ainda, a Buttler Galeria, que reúne obras de arte dos séculos 19 e 20 e tem entrada franca.

Do lado de fora, na área usada anteriormente como estábulo, funcionam hoje oficinas de artesanato e o Kilkenny Design Center, onde se pode não apenas
comprar produtos de artesanato local, inclusive produtos gastronômicos, como observar artesãos enquanto trabalham
.

Mas Kilkenny não abarca apenas história e cultura. Suas coloridas ruas formam o cenário ideal para passeios a pé, inclusive ao longo do rio Nore, que atravessa a cidade, ou por lugares especiais como um beco que tem o sugestivo nome de Butter Slip, ou deslizamento de manteiga. Com um arco de entrada, chão de pedra e e escadas de paralelepípedo, o beco nos faz recordar as estreitas ruas medievais. O nome, segundo contam, vem do fato de que, tempos atrás, o beco era ocupado por vendedores de manteiga. E como já era de se esperar de uma cidade irlandesa, esta também está repleta de animados pubs, alguns deles instalados em prédios históricos. 

Além de tudo, cerveja


Kilnenny já foi um centro de produção de cerveja e até hoje abriga algumas cervejarias tradcionais, como a Smithwick's, do século 18. Há quem atribua a essa marca a origem do estilo Irish Red Ale - nascido do acréscimo de cevada torrada à receita da English Pale Ales, mas esse assunto é muito técnico, além de polêmico, e só interessa aos experts.

Para nós, mortais, basta saber, por exemplo, que a Smithwick's foi criada para competir em um festival de cervejas. Talvez seja bom saber, também, que a cervejaria funciona na Abadia de São Francisco, onde se pode conhecer sua história e processo de produção, além de admirar a arquitetura do prédio histórico e fazer uma degustação.

 

Kilkenny - Irlanda - Europa 

Texto: Sylvia Leite 
Jornalista - MTB: 335 DRT-SE / Linkedin / Lattes 


Fotos: 

(1)Foto Jimmy joe jazz - CC BY-SA 4.0
(2) Catedral de São Canice - Foto Andreas F. Borchert - CC BY-SA 4.0
(3) Interior Black Abbey - Foto Antony-22 - CC BY-SA 4.0
(4) Foto Db9023 - CC BY-SA 3.0 
(5) Foto Donna Sarjeant por Pixabay

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Gostou da matéria? Você pode deixar um comentário a seguir expressando sua opinião. E se quiser ajudar a aumentar a visibilidade do blog, é só divulgar esta postagem nas redes sociais. Basta  clicar, aqui abaixo, no ícone de sua rede preferida e compartilhar.

Para ler sobre outros lugares de memória, clique nos links abaixo:



12 comentários:

  1. Que linda! Que MARAVILHA se eu pudesse viajar e conhecer muitos desses lugares que vc posta!!

    ResponderExcluir
  2. Sylvia
    Seu trabalho dignifica o jornalismo torpe que vemos hoje em dia. Ainda há pessoas sérias nessa profissão. Que bom!
    Enviei o artigo para meus sobrinhos que moram na Irlanda e a partir de agora vão conhecer melhor Kilkenny.
    Pedi que eles me enviassem mais informações sobre a cidade, para lhe repassar.
    Sucesso cada vez maior.
    Ronald Donald
    302 F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ronald. Pela leitura, pelo comentário e pelo envio a seus sobrinhos. Abraço!

      Excluir
  3. E importante conhecer locais onde talvez jamais possamos ir. E você está fazendo um trabalho excelente. Obrigada. E muito bom receber este tipo de presente. Paz e bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não disse seu nome, mas sou capaz de apostar que é Marlene.

      Excluir
  4. Como pude ter ido 5 vezes à Irlanda e não ter visitado Kilkenny???? Faltou o Lugares de Memória de Sylvinha para me mostrar o quanto teria valido a pena! Falha do Turistic Center de Dublin, que joga pra nós um monte de brochuras, sem nos dar os devidos destaques.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Eu fui porque tenho um casal de amigos que moravam lá e me receberam na casa deles. Ele é irlandês. Foi uma viagem inesquecível.

      Excluir
  5. Sylvinha, Fui a Dublin nos anos 80 e lembro que amei a cidade. Fiquei pensando que uma viagem pelo país, de carro, seria maravilhosa, uma vez que essa região é incrível, cheia de castelos e histórias. Adorei saber sobre Kilkenny e, agora, ela está numa das minha gavetas da memória. Quando voltar lá, certamente, vou querer visitá-la.
    sonia pedrosa

    ResponderExcluir
  6. Oi Sylvia, aqui é a Débora esposa do Diarmuid. Somos suspeitos para falar de Kilkenny. Amo esse lugar. Maior sonho é voltar para morar lá e aprender a nunca mais sair do melhor lugar do mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Débora. Não sabia que vocês tinham mudado de lá. Vocês são os grandes responsáveis por esta matéria. Me receberam com todo amor e me mostraram cada cantinho da cidade. Mandei mensagem para Diarmuid pelo zap, mas ele não respondeu. Veja lá e me responda com o seu zap. Vamos retomar o contato. Beijo

      Excluir

Obrigada por seu interesse em nossa postagem!